domingo, 30 de dezembro de 2012

Com que cabelo eu vou? Ideias para a virada do ano!

5 Amigas Comentaram. Experimenta!
Agora que você já escolheu a roupa e a maquiagem para mandar 2012 para escanteio, falta... o cabelo!

Dando uma olhada no que as celebs aprontaram em 2012, fiz uma seleção das melhores ideias para complementar nosso look de ano novo! Espero que gostem!



P.S: essa trança usada por Serena na sexta e última temporada de Gossip Girl foi uma das mais lindas que eu já vi! E não é a cara do ano novo?!








Inspirações para o MAKE da virada!

1 Amigas Comentaram. Experimenta!
Não basta ter a roupa perfeita para a virada de ano: o make precisa ser O MAKE! Mas nada de coisas muito complexas porque, né, um calor enlouquecedor esse ano e moramos em um país tropical (além de derreter por causa da temperatura, precisamos estar preparadas para eventuais pancadas de chuva!). Por isso, peguei inspirações nas melhores maquiagens desfiladas pelas nossas celebridades favoritas no ano de 2012. Sim, sim, sim, dos Red Carpets direto para a sua virada! Simbora!










E então, já escolheu a sua? O importante é que ela deixe você poderosa para receber 2013! E vamos que vamos!

quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Ideias de looks para o ano novo: seja de short, saia ou vestido!

1 Amigas Comentaram. Experimenta!
Mais um ano termina e... mais um ano começa! Para que estejamos à altura de recebê-lo de braços abertos para que ele nos trate direitinho, é hora de bolar os looks da virada!

Para esse post, montei sets dependendo da sua escolha: short, saia ou vestido branco. Se você já comprou uma dessas peças, com certeza vai ter ideias de como combiná-las com as que já tem para montar uma produção. E se ainda estava indecisa, é hoje, cara leitora! Vem comigo!

 Os vestidinhos brancos são a melhor pedida para quem vai virar o ano em festas fechadas. Seja na casa de alguém, em algum clube, hotel ou salão, vale a pena investir no vestidinho clássico, acompanhado de clutch e sandália fina. Os acessórios dourados dão o toque de brilho à produção, para que o vestido possa ser o mais fresquinho e simples possível! Maquiagem caprichada e coque conferem ares de bonequinha de luxo ao set! Receba 2013 chiquérrima!
 Festinhas na casa de amigos ou na sua casa, com convidados mais íntimos? Aposte na saia para ter o ar de festa e conforto na medida certa! Invista em um brinco bacana e não esqueça das sapatilhas. Rabo de cavalo dá uma pitada retrô que fica um charme com a produção menina comportada! Receba 2013 com classe!
 Vai virar o ano na praia? Então somos duas! Se essa é a opção, nada mais perfeito do que short! Pode ser jeans, branco ou de lantejoulas douradas (os sequins, que estão em altíssima!). Os bolsos vão ajudar a levar somente o necessário para a areia e as rasteirinhas de pedras ficam lindas e poderosas, mas não tiram seu conforto para pular as sete ondas! Para completar, bracelete como acessório principal. Não pesa nem atrapalha e faz toda a diferença. Cabelo solto é o ideal, já que nenhum penteado resiste a tanta empolgação! Receba 2013 com a corda toda!

 O branco é indispensável, mas as outras cores também! Afinal, queremos paz, mas também dinheiro, saúde, paixão, amor, espiritualidade, esperança... e para isso, podemos convocar alguns acessórios aliados para trazer o combo completo para 2013!

Produção escolhida? Então fique de olho, já que até o dia 31 vamos ter posts especiais sobre a virada: cabelo, make, unhas... prepare-se que esse ano que se aproxima vai ser o melhor das nossas vidas, leitora! ;)

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Os 4 melhores shampoos baratos e incríveis do ano

41 Amigas Comentaram. Experimenta!


Os comentários que vocês deixam aqui no blog são, geralmente, minha maior fonte de inspiração para os posts seguintes. Isso porque as dúvidas e pedidos de socorro de quem lê o blog são a melhor forma de saber o que vocês querem ler por aqui. E no post de hoje não foi diferente. 

Faz tempo que vocês perguntam sobre shampoos. Aquele papo Monange de que "shampoo só lava, o importante é o condicionador" é uma mentira deslavada (quanta água nessa frase)! O shampoo é sim, fundamental no cuidado com os fios. E, realmente, eu recomendo tantos finalizadores e máscaras de tratamento, que esqueci do personagem que inicia todo esse processo. Como vocês me ajudaram a reparar esse esquecimento, resolvi montar um post aqui com os melhores que experimentei esse ano. Mas nada de marcas estrangeiras ou carérrimas, que no finzinho do ano a gente já gastou o que tinha e o que não tinha, concordam? Vamos aumentar esse desafio e elencar shampoos incríveis, que moram na front row do meu chuveiro, mas custam baratinho, sem dar pena de usar. Preparadas? Vamos a eles!


Tresemmé, seu lindo! 
Desde que a marca passou a ser fabricada e comercializada no Brasil, minha vida é mais feliz (a dramática!). Sou usuária e dependente de dois da linha: Reconstrução&Força e Proteção Térmica. O bacana é que além de deixarem os cabelos do jeitinho que a gente gosta, há dois tamanhos de embalagem e a maior é enoooorme! Dura horrores e você não paga nem R$ 20,00. Há opções para cabelos tingidos, lisos, desidratados, danificados e que sofrem ação de secador, chapinha e babyliss. Bem completo, né? Confesso que já usei o condicionador e não amei tanto assim. Sou louca pelo shampoo e pelo leave in. Agora falta experimentar as ampolinhas (algúem já se habilitou?). De qualquer maneira, ele é um dos shampoos que mais amei usar em 2012, e com certeza vou continuar abusando dele em 2013! 

Novex Argan - Amor eterno!
Eu já tinha me encantado pela máscara de tratamento Novex Argan, por mais que minhas experiências anteriores com a marca não tivessem sido lá uma maravilha. Meses depois, esbarrei com o shampoo Novex Argan nas gôndolas das Americanas (Vício!) e resolvi experimentar. Felizmente, porque aí está uma das minhas mais gratas surpresas do ano! Há muito tempo não usava um shampoo que deixasse o cabelo maravilhoso. Sério: nível shampoo carérrimo e importado! O cabelo fica gostosíssimo de pegar já na lavagem, mesmo antes do condicionador. Depois de finalizado o processo, já deixei secar naturalmente e fica macio, brilhante e sem frizz! Lágrimas no canto dos olhos! Secando então, fica um espetáculo! Ele tem sido, sem sombra de dúvida, meu shampoo preferido no momento. A embalagem não é giga, mas o shampoo rende bem. Paguei uns R$ 12,00 no meu (investimento mara!!!). Além disso, detalhe que nós mulheres valorizamos muito: o cheiro é divino! Descoberta cabelística do ano!


Pantene Pro V - Clássico que continua batendo um bolão!
Meu Pantene é definitivamente o Restauração Profunda. Comecei a usar quando ele ainda não era fabricado aqui no Brasil (o que tinha era um douradinho, de recuperação). Trazia e encomendava litros de Buenos Aires porque lá não só já tinha como era barato e em embalagens generosíssimas. Para minha alegria, logo ele passou a ser fabricado no Brasil, e desde então eu só preciso ir até a farmácia mais próxima para renovar meu estoque. Em 2012, a Pantene não lançou nada que tivesse me conquistado. Na verdade, algumas coisas eu realmente detestei. Mas o importante é que, entre os clássicos, há duas coisas que eu amo de paixão e jamais faltam no meu banheiro: as ampolinhas de 3 minutos milagrosos e...esse shampoo! Há versões para cabelos cacheados, tingidos, desidratados, lisos e normais. Mas esse de restauração é o que eu amo. Amo o cheiro, o preço e o resultado.

Wella Pro Series - Devíamos fazer uma festa para comemorar a chegada da marca em 2012!
Já falei e repeti por aqui que a Wella Pro Series foi uma das melhores coisas de 2012. Chegou por aqui barata, com opções para vários tipos de cabelo e com resultados sensacionais! AMO a máscara de tratamento e AMO os shampoos! Uso o Repair e, agora no verão, o de proteção contra os danos do sol. Mas tem para todas as necessidades: recuperação, hidratação, fios tingidos, brilho e luminosidade, lisos e expostos ao sol. Dá pra comprar sem pesar no bolso nem na consciência, e sair arrasando com os fios super cuidados e bonitos. A Wella está realmente de parabéns pela linha de primeiríssima qualidade com preço super popular. Vamos comemorar!
E vocês, já experimentaram todos eles? Têm mais alguma dica sobre shampoos incríveis com preço baixinho? Nada melhor do que gastar pouco e esbanjar cabelos de RYCA! ;)

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

Nossas 10 bolsas favoritas do Top 100 It-bags da Vogue

1 Amigas Comentaram. Experimenta!
Na última edição, a Vogue fez uma seleção das 100 melhores bolsas de 2012. Claro que fui conferir uma por uma, e, porque sou uma Bag-Maniac assumida (e sei que minhas leitoras também são), quis eleger 10 entre essas 100 como as nossas favoritas. Algumas ainda não chegaram por aqui, outras ainda estão meio tímidas e, por fim, ainda tem aquelas que já estão cheias de imitações brazucas (para todos os bolsos e, errr, níveis de exigência!).

Preparadas para o nosso ranking? Então, vamos às 10 bolsas que mais amamos em 2012:

Chanel Boy - Como não se apaixonar pela última criação da Maison Chanel? Diferente de todos os outros modelos anteriores, a Boy mistura delicadeza e imponência. Wishlist total!

Coach Legacy: em cores vibrantes (como verde esmeralda, vermelho tomate e azul cobalto, além dessa amarela incrível), a caçula da Coach tem espaço de sobra para acompanhar seu cotidiano sem deixar nada de fora - muito menos o estilo!

DVF Clock - Diane é mesmo a Mulher Maravilha, e não para de criar verdadeiros objetos de desejo! O charme dessa clutch para quem não tem tempo a perder é único e tem uma pitada de bom humor. 


Jason Wu Scarlet - Estamos cada vez mais apaixonadas por Jason Wu, não é? E como deixar de amar o criador de obras originais e altamente desejáveis como a Scarlet? Só eu acho que parece uma joaninha? Ela traz o glamour dos anos 40, mas sem perder o frescor. 

Karl Lagerfeld  Camera Bag - Em tempos de imagem é tudo sede é nada, as camera bags viraram febre entre as blogueiras badaladas mundo afora. Mas nenhuma virou tão It quanto a de Mr. Lagerfeld. Básica, clássica e arrojada ao mesmo tempo. 

Prada Daisy - Quem leu o post sobre o barroco aqui no blog sabe que a tendência pegou o mundo da moda de jeito nesse último ano. E não foi só a Prada que lançou bolsas com flores, mas nenhuma outra grife fez isso com tanta maestria. A Daisy já nasceu It-bag (e sonho de consumo do meu armário).

PS1 - A bolsa que já se tornou um clássico Proenza Schouler ganhou esse ano uma versão soft: em couro macio e em tons suaves como o lavanda acima. Fofa!

LV Speedy Bandouliere - Nenhuma outra grife arrasou tanto nas bolsas em 2012 quanto a Louis Vuitton (Marc Jacobs, te amamos!). Foi até difícil escolher uma dentre tantas criações incríveis! Mas a versão mini da Speedy original em couro fosco monocromático ficou simplesmente imbatível. Bandouliere, vem morar aqui em casa!

Valentino Garavani Vavavoom - se você acompanha o blog e gosta de moda sabe que poucas coisas causaram tanto em 2012 quanto as bolsas de neo-spikes Valentino. São vários modelos, de diversas cores e tamanhos. Mas nenhuma delas ganhou tanto meu coração quanto a Garavani Vavavoom rosé! É ou não a coisa mais fascinante do universo? 

YSL Chyc Cabas - Vintage, double color, P&B, grande, clássica, chique, versátil... é pra casar!!!
E então, conseguiu escolher uma preferida? Se Papai Noel estiver lendo esse post, pode ficar bem à vontade: qualquer uma delas faz minha alegria! #FikDik

quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

É igual, igualzinho mesmo? Testei os Dupes dos batons M.A.C e conto tudo!

45 Amigas Comentaram. Experimenta!

No mês passado, tive a ideia de um post super bacana, que só poderia ser feito com o devido apoio. Queria testar os dupes ("gêmeos") nacionais de batons famosos da M.A.C e da Nars para saber se, na real na real MESMO, eles eram tão idênticos quanto se ouve dizer por aí. No entanto, para conferir o material, precisaria, além dos batons originais (que por sorte eu já tinha), dos dupes nacionais, da Vult, Koloss e Duda Molinos. Seria necessária parceria com uma loja que tivesse todos os dupes nacionais, e que estivesse disposta a ceder eles para nossos fins científicos (e não são?!). Foi então que conversei com a Gimene Sodré, dona da Big Bella Cosméticos, e ela adorou a ideia! Bingo: post valendo!

Time de M.A.C, Nars, Vult, Duda e Koloss para os testes!


Fui até a Big Bella e fiquei bastante impressionada com a loja! Eles trabalham com produtos de beleza das melhores marcas nacionais, e têm uma infinidade de produtos incríveis que eu nem conhecia! Juro que me senti em um parque de diversões da beleza nacional! Aliás, vou fazer um outro post sobre outros produtinhos de lá que realmente me chamaram a atenção, mas, por enquanto, vamos manter o foco nos batons. Encontrei todos os que queria, tanto da Vult, quanto da Koloss e Duda Molinos e voltei para casa incumbida de testar não só a semelhança visual como o "comportamento" de cada um na boca, comparado ao "primo rico" original. Foram alguns dias de teste e hoje, finalmente, encerrei os trabalhos e corri para contar tudinho para você, leitora, que adoraria ter todos os batons da M.A.C e da Nars mas ainda não ganhou na Mega Sena, mas não por isso precisa abrir mão de desfilar nos lábios as cores mais bacanas do universo. Louca para saber quais dupes são realmente carinha de um focinho de outro? Tá boooom, suspense encerrado! Vem que eu te conto!

1-Carthage (Nars) X Vult 37


Foi tudo culpa da Emma Stone! Desde que ela desfilou o Carthage em Red Carpet que todo mundo (inclusive eu!) quis saber que batom estonteante era aquele. Encomendei o meu quando a Nars ainda não era vendida no Brasil e me apaixonei perdidamente. Hoje em dia, você pode encontra-lo na Sephora, mas custa R$ 89,00. Achou caro para quem ainda nem sabe se é amor? Calma, tem jeito! Já tinha lido sobre a semelhança impressionante entre o Carthage e o Vult 37 (que custa entre R$ 8,00 e R$ 12,00!!!!), mas nada de encontrar o batom brasileiro! Dessa vez ele não me escapou (Valeu, Big Bella!), e tirei a prova dos nove...
- Nível de Semelhança do DUPE: 9,5. A cor é idêntica, sem tirar nem pôr! Não tem santo que não ache que você não está de Carthage. O meio ponto de diferença reside na consistência. O Carthage é matte, bem sequinho mesmo. Já o Vult é cremoso, embora não tenha nenhum brilho. Efeito à parte, certamente estamos diante de gêmeos autênticos!

2- Girl About Town (M.A.C) X Vult 38


Outro batom que se tornou icônico por causa de duas famosas Beyoncé e Kim Kardashian. Não sosseguei até comprar o meu e não me arrependo: é uma das cores mais bonitas da M.A.C, na minha opinião. Novamente, o grande problema em comprar o original é desembolsar uma quantia nada simbólica de 80 reais. Tendo um dupe praticamente dez vezes mais baratos, todo mundo de sente mais à vontade para arriscar uma cor nova, né? Muito bem, fui conferir se o Vult 38 cumpria o papel de dublê perfeito e...
- Nível de Semelhança do DUPE: 9,0 . A cor é muito, muito, muito, muito parecida. Só não é exatamente idêntica porque o da M.A.C é ligeiramente mais azulado, enquanto o Vult tem fundo absolutamente rosado. Mas, sinceramente, pouco se percebe esse detalhe. Quanto ao efeito, nenhuma diferença, já que ambos são cremosos. Gêmeos, indeed!


3- Please Me (M.A.C) X Vult 27


Esse batom é um dos principais queridinhos de estrelas da Globo, impressionante! Deborah Secco vive com ele, Flavia Alessandra está no terceiro personagem à base de Please Me e várias outras bocas de novela e telejornal exibem o rosa clarinho da M.A.C com orgulho. Confesso que em mim fica claro demais, mas como foi um dos que ganhei de presente, foi bem vindo à coleção. Tratando-se de um batom super coringa, o normal é que se use muito mais do que as cores mais ousadas. Assim, sempre dura menos. Por isso seria excelente se o dupe da Vult fosse um substituto à altura para revezar, certo? Bom, fato é que...
- Nível de Semelhança do DUPE: 8,0. O Vult 27 é realmente MUITO parecido com o batom da M.A.C, especialmente por causa da textura idêntica, mas há uma diferença na cor: o Vult é mais nude do que o M.A.C, que é mais rosado. Na verdade, eu até gosto mais da cor do Vult! Mas se é para testar a semelhança, eles são absurdamente parecidos, mas não iguais. Não são gêmeos, mas poderiam ser sósias.

4- Lady Danger (M.A.C) X Vult 53


O Lady Danger foi o último dos vermelhos da M.A.C que adquiri (estou pensando em fazer um post só com eles, o que acham?!), e, apesar da cor alaranjada e acesa ter me feito hesitar por um tempo, hoje em dia sou louca por ele. É vibrante, sensual, uma coisa! Já tinha ouvido falar da semelhança enorme entre ele e o Vult 53, e por sorte agora pude comprovar!
- Nível de Semelhança do DUPE: 10!!!! São absolutamente idênticos! Cor, textura, efeito, tudo! Esses são gêmeos siameses! Realmente impressionante! Vale muito a pena fazer a troca, já que o Vult tem cobertura, durabilidade e textura excelentes. Sinceramente, pela primeira vez eu digo: necessidade zero de comprar um M.A.C no caso do Lady Danger. O Vult 53 satisfaz plenamente a necessidade por quase dez vezes menos.

5- Chatterbox (M.A.C) X Vult 34


De Chatterbox eu entendo. É um dos meus batons preferidos da M.A.C, e provavelmente o que uso há mais tempo. Já estou no meu terceiro, só para terem ideia. Quando vi pela primeira vez o Vult 34, fiquei impressionada já com a cor da bala. Era idêntica à do meu M.A.C! Ainda não tinha experimentado o efeito dupe na boca, mas por causa desse post, parti para o laboratório e...
- Nível de Semelhança do DUPE: 10. Não há qualquer diferença entre um e outro! Cor, textura, tudo igual. Como expert em Chatterbox, me sinto muito à vontade para dizer que são realmente iguais. Dupe absoluto!

6- Craving (M.A.C) X Vult 40


Ganhei um batom da M.A.C em um amigo oculto em Miami pelos idos de 1997. Detestei a cor só de olhar (era o Spirit, que, curiosamente, anos depois comprei! Dã!) e resolvi trocar. A M.A.C na qual meu amigo oculto fez a compra era meio pequena e estava praticamente depenada (acontece lá também, ok?!). Tive poucas opções de batom para escolher, e a vendedora tinha a mesma paciência que eu tenho quanto estou com muita fome. Peguei o Craving, apesar de ter achado a cor meio duvidosa. Felizmente, não me arrependi. Casou perfeitamente com meu tom de pele, e usei absurdamente por um bom tempo. Depois de um hiato considerável, ano passado comprei outro Craving, que também já está pela metade. Quando fui testar o Vult 40, fiquei realmente chocada porque...
- Nível de Semelhança do DUPE: 10! Não acreditei que a Vult pudesse reproduzir um tom tão sutil e delicado quanto o Craving, mas eles foram na mosca! Tuudo igual: cor, textura, efeito, duração. O Craving e o Vult 40 foram MESMO separados no nascimento! Sorte a nossa!

7- Ruby Woo (M.A.C) X Vermelho Matte (Koloss)


Vocês bem sabem que não existe batom no mundo que eu ame mais do que o Ruby Woo. Devia ganhar comissão da M.A.C pelo número de pessoas que já levei para conhecer o vermelho mais lindo do universo (e por todas elas terem saído com um na sacolinha!). Mas o lance é que o Ruby Woo é único. Cor, textura, tudo! É um vermelho cereja maravilhoso, com uma textura SUPER matte que faz com que seja completamente sequinho e opaco, como nenhum outro. Além disso, não transfere (guardanapo, copos, namorado: nada sai manchado de batom). Por isso fui bem cética para conferir o Koloss e...
- Nível de Semelhança do DUPE: 0,5. Isso mesmo, MEIO. Os batons são completamente diferentes. Não entendi qualquer pessoa que já tenha dito que são parecidos. O Koloss, na verdade, é divino! Amei de paixão e com certeza vou usar muito! Uma cor rica, linda, cobertura maravilhosa, e um efeito matte chiquérrimo. No entanto, nada a ver com o Ruby, que é mais escuro, mais fechado e bem mais matte. Não há o que comparar porque nem parecidinhos eles são. Nem gêmeos, nem irmãos, nem primos. No máximo parentes distantes. O Vermelho Matte Koloss vale a compra sim, mas pelo que ele é. Quanto ao Ruby Woo, cara leitora, já testei vários e... não existe dupe para ele.

8- Diva (M.A.C) X Ameixa Matte (Koloss)


Desde que entrou na moda a onda de batons Burgundy, o Diva é meu preferido (amo o Valparaíso da Nars, mas ele ainda fica em segundo lugar). Ele é amarronzado mas com um quê vermelho ao fundo, quase terra, uma coisa linda! A textura dele é cremosa, o que eu nem gosto muito em cores escuras, mas no caso dele tudo pode. Vários supostos Dupes surgiram na época e nenhum achei parecido. Mas ainda não tinha conhecido o Ameixa Matte. Agora posso dizer que...
- Nível de Semelhança do DUPE: 8,0. Há duas diferenças importantes aqui. 1) O Diva é cremoso e o Ameixa é Matte. 2) O Diva é mais avermelhado e aberto enquanto o Ameixa é mais marrom e fechado. Tendo sido isso levado em consideração, são muito parecidos, e o Ameixa Matte pode sim ser considerado um Dupe do M.A.C. Outra coisa que preciso dizer: para minha surpresa, acabei gostando mais do Ameixa Matte do que do Diva! O efeito matte da cor escura ficou bem mais elegante e harmônico do que o brilho que o cremoso do Diva confere. Ah, se eu soubesse!

9- Impassioned (M.A.C) X Retrô (Duda Molinos)


Vou contar uma história triste, porém importante sobre minha relação com o Impassioned. Quando conheci esse batom, passeando pela M.A.C, estava em uma fase de vacas bem magras, e não pude compra-lo. Mas achei a cor mais linda de todos os tempos e precisava ter aquilo de qualquer forma. Fui atrás de resenhas sobre dupes, que me levaram a um batom da NYX, o Angel, que é realmente bem parecido, mas não igual. Comprei mesmo assim mas..o barato saiu caro: não fiquei satisfeita. Me falaram de um Vult supostamente idêntico (35), comprei e.. não era nem parecido! Resultado: acabei gastando mais do que imaginava e nada substituiu o Impassioned (por isso acho TÃO importante contar para vocês quais são dupes de verdade e quais não). Assim que minha situação melhorou, corri para a M.A.C e comprei meu Impassioned. Por causa de todo esse bafafá, quando ouvi falar na semelhança do Retrô com o M.A.C, nem dei muito bola, mas...
- Nível de Semelhança do DUPE: 10!!!!! Eu procurei TANTO um substituto à altura, e não sabia que o Duda Molinos em questão era idêntico ao Impassioned! Só é um pouquinho menos vibrante, mas coisa bem sutil. Se você estiver na situação em que eu estive, pode correr para comprar seu Retrô porque vale a pena. Dupe de primeira!

10 - Rebel (M.A.C) X Cuba (Duda Molinos)


Não sou fã do Rebel. Acho lindo nos outros, mas não fica aquela Coca-Cola toda em mim. De qualquer forma, ganhei da M.A.C no ano passado e uso de vez em quando. Quando peguei o Cuba para testar como Dupe já pude perceber o que comprovei depois...
- Nível de Semelhança do DUPE: ZERO! Gente, quem disse que eram iguais tinha tomado umas e outras antes. Não tenho nem o que comparar porque são cores completamente diferentes! Mas posso dizer uma coisa: me apaixonei perdidamente pelo Cuba! Como disse, o Rebel não é dos meus preferidos, mas o Cuba, definitivamente, entrou para o hall dos meus queridinhos. Enquanto o da M.A.C é diferente, ousado, elétrico, o Duda Molinos é um vinho lindo, fechado, chique, elegante. Batom para arrasar em uma super produção ou para usar para o trabalho, sabe? Lindo! Só não é Dupe por nada desse mundo! Caso alguém conheça o Dark Side da M.A.C, esse sim, lembra o Cuba.

11- Morange (M.A.C) X Tangerine (Duda Molinos)


Adoro o Morange e o Vegas Volt, ambos laranjas da M.A.C. Acho que os dois têm tudo a ver com o verão, e ambos ficam muito bonitos na boca: o Morange mais para clarinhas (por isso uso menos) e o Vegas  Volt incrível para todos os tons de pele (Amo quando estou mais branca, quando estou bronzeadinha e quando estou bronzeadérrima!). Li a respeito do Tangerine como Dupe do Vegas Volt e percebi que não tinha qualquer semelhança. Na hora me veio o Morange na cabeça! Testei e...
- Nível de Semelhaça do DUPE: 9,5. BINGO! Ainda bem que tive a ideia de trocar os laranjas. Com o Morange sim, o Tangerine é extremamente parecido, apesar de ainda ser um pouco mais clarinho. Mas são quase idênticos. Dupe com certeza! E super válido para os dias quentes que se aproximam (Canta, Marina!!!).

Ufa! Testes e mais testes depois, fico feliz de poder contar aqui quem é idêntico, quem se parece bastante, quem lembra um pouquinho e quem não tem NADA a ver! Assim, você pode ir segura e feliz da vida na lija mais próxima comprar seu dupe, sabendo que ele vai servir ao propósito (e que você vai fazer uma economia tão bacana, que pode comprar quase todos do post pelo preço de um dos gringos, e com qualidade máxima!). Aliás, quando for, aconselho a ir na Big Bella. Não só porque as meninas de lá vão saber te orientar em tudo que você precisar (Sério, a equipe é nota mil!), como você vai encontrar todos eles por lá, o que é em raro em quase todas as lojas que eu conheço. A loja fica em Copacabana (tão pertinho da minha casa que você pode vir tomar um café comigo! rs), na Rua Xavier da Silveira, 40 - Loja D.  Depois me conta quais foram os seus escolhidos, combinado?



segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Trendy Tuesday: Kipling Footwear

1 Amigas Comentaram. Experimenta!
"Espera aí! Agora a Kipling também faz sapatos?!". Isso mesmo que você acabou de ler, querida leitora. Os  simpáticos macaquinhos (dos quais já me declarei fã por aqui) agora também vão seguir seus passos! E o bacana é que a marca fez questão de manter a mesma personalidade (cool / relax / jovem / divertida) que já imprimia nas bolsas, carteiras, estojos, mochilas, malas e afins nos calçados que estão chegando ao mercado. Além de terem o DNA Kipling na atitude, os modelos também mantiveram a herança da família no conforto e na qualidade (afinal, uma das coisas mais bacanas de ter um produto Kipling é que ele dura uma eternidade e ainda consegue manter rostinho de bebê - eles deviam fabricar cosméticos anti-age #Sério!). Tudo super despojado, moderno, colorido, fashion e parecendo ser super gostoso de usar. Acha que eu estou pouco econômica nos elogios? É porque você ainda não viu essas coisinhas fofas, mas essa desvantagem termina aqui: vou mostrar cada modelo e explicar por que eu não consegui resistir a querer um de cada! Vem!

Rubber Thong
(R$ 59,00)



Modelo obrigatório para o verão, o Rubber Thong é a versão Kipling para a clássica sandália de dedo (Flip Flop). Tira confortável de borracha, solado reforçado e quatro cores para escolher (Peony, Cabbage, Lilac e Flash Blue fazem da Rubber Thong uma companhia inseparável para a praia e os intermináveis e deliciosos dias da estação mais quente e divertida do ano! Ah, outro X-factor que me encantou profundamente no modelo: reparem na sola com os macaquinhos em alto relevo! Faz com que você carimbe eles na areia quando deixar suas pegadas. Amor resume!

Para mim, Rubber Thong combina com:


Baillerina Bow
(R$ 149,00)


Me apaixonei perdidamente por essas sapatilhas que aliam o máximo da feminilidade ao conforto "tô nem aí" do verão! Essas flats são feitas de nylon, com elástico que garante que não saiam do pé (tenho amigas e leitoras que não compram sapatilhas sem esse detalhe!), e, de quebra, com o charme do pingente de macaquinho. Há 4 cores disponíveis, mas a Striped, listradinha de preto e branco, definitivamente foi a que ganhou meu coração!

Acho que Baillerina Bow tem tudo a ver com:


Baillerina Elastic
(R$ 159,00)


Como não cair de amores por esse modelo que lembra as clássicas sapatilhas de balé, mas com uma diferença beeeem grande e importante: o conforto! O elástico que forma um X no peito do pé não só deixa a Baillerina Elastic ainda mais firme ao longo dos seus passos, como muito mais estilosa e feminina! Foi difícil escolher uma dentre as 3 cores disponíveis, mas acho que essa Gentle Grey com detalhes em Peony é imbatível! Consegue ser neutra e fashion ao mesmo tempo, combinar com tudo e não perder o ar romântico!

Baillerina Elastic me lembra:


Injected Sneaker
(R$ 99,00)


Divertidos, descolados, modernos e irresistíveis, esses tênis feitos com PVC injetado têm vários motivos para que a gente se apaixone por eles: são 100% recicláveis, laváveis, flexíveis, confortáveis, têm recortes laterais para que os pés respirem e fiquem fresquinhos o verão todo (ninguém merece sapato fechado com esse calorão!), cores lindas de morrer e ainda vêm com dois cadarços: um na mesma cor do modelo e outro com uma cor contrastante, para você se jogar linda no color block (e poder variar à vontade!). Amei todas as cores disponíveis, mas preciso admitir que o Cabbage, esse verdinho quase menta, foi o meu eleito!

Injected Sneaker é a cara de:


A família ainda tem mais um membro, a Sandal Mid, rasteirinha super coringa e confortável com elástico na parte de trás. Mas dessa eu fico devendo a foto para vocês porque não encontrei. Mas elas já estão nas lojas Kipling (e custam R$ 99,00).

E então, eu não tinha razão? Essas tentações mereciam ou não um post à altura? E por falar em merecer, fomos boas meninas, Papai Noel! Vamos negociar o famoso sapatinho na janela por um par de um desses modelos? ;)