domingo, 24 de março de 2013

E essa coisa de usar shampoo infantil, hein?

16 Amigas Comentaram. Experimenta!
Não sei você, leitora, que é madura e não entra em qualquer papo furado, mas eu sou dessas que lê sobre experiências nada convencionais com supostos resultados milagrosos para cabelos e corro para testar! O lado positivo disso é que sempre tem assunto para o blog, né? O ruim é que volta e meia eu acabo com um texugo na cabeça no lugar de um cabelo decente.

Bom, a última que ouvi e que nem me pareceu surreal demais foi a de que várias pessoas (engraçado que nunca citam o nome!) têm usado shampoo infantil no lugar dos que foram feitos para adultos para ter cabelos mais bonitos. A ideia é de que, com PH neutro, eles provocariam menos agressão aos fios. 



Ah, vai, isso até faz sentido! Tudo bem que logo depois eu descobri sites onde dermatologistas explicam que o PH neutro é referente ao do cabelo das crianças, que tem acidez muito mais alta do que o nosso. Mas eu estava tão empolgada na minha tentativa, e já tinha o Johnson's Baby (que amo de paixão para tirar maquiagem e para lavar meus pincéis e já falei sobre isso aqui várias vezes) no chuveiro, o que para uma curiosa é faca e queijo na mão. 

Corri para o banho e lavei meus cabelos até com uma certa nostalgia (quem não sente aquele cheirinho e lembra dos banhos de quando era pequeno?!). Uma animação de dar gosto (sinto que me deixei levar) e cheia de expectativas. Enxaguei, usei o condicionador nosso de cada dia e deixei o cabelo secar naturalmente, convicta de que teria fios lindos e macios em uns 45 minutos. 

Altas lembranças e toda a esperança do mundo que meu cabelo fique  o máximo quando secar! 


É, não foi bem assim. Perguntei para o meu namorado se o cabelo estava macio e ele, com aquela sutileza masculina que eu aprecio sempre, me respondeu: "Macio está! Parece até um travesseiro!". Então eu olhei no espelho e entendi que não era exatamente um elogio: a peruca tava nervosa, cara leitora! Um mafuá armado que parecia mesmo uma almofada, uma base de samambaia ou algo do gênero. O cabelo ficou elétrico e sem caimento nenhum. Praticamente um black power, só que white. 

Me decepcionei ao saber que não vou passar o resto da vida com fios lindos e gastando pouquinho, mas pelo menos valeu: primeiro para descobrir que esse papo não funciona para mim, e segundo para sentir, pelo dia inteiro, aquele cheirinho maravilhoso no cabelo (sim, foi a única coisa que realmente funcionou). 

sábado, 23 de março de 2013

Skin Ceuticals Blemish + Age Defense: conheça o novo amor da vida da sua pele!

13 Amigas Comentaram. Experimenta!
Então, como eu já disse umas 500 vezes por aqui, eu tenho pele oleosa. Oleosa mesmo, como 84% das brasileiras, segundo pesquisas (não estou só, definitivamente!). Quando eu era adolescente, não tive acne - apenas uma espinha aqui e outra ali, especialmente em datas importantes (#ódio) - mas, depois dos 30, justamente quando achava que nunca mais fosse precisar do corretivo verde na vida, as espinhas passaram a surgir em maior quantidade.

O mais chato disso é que essa é a fase em que a gente já precisa usar cosméticos que se encarreguem de manter à distância os sinais do tempo, e qualquer creminho que eu use já faz mais espinhas! Essa combinação de azar com falta de sorte já estava me deixando bem irritada para falar a verdade, e já estava entregando os pontos e dormindo de cara lavada para pelo menos ficar idosa antes dos 40 mas sem espinhas, quando descobri um produto que parecia feito sob medida para a situação.



Adoro a Skin Ceuticals (você, que lê o blog, com certeza sabe disso) e fiquei bem curiosa (bem MESMO) quando li sobre um produto que estava para ser lançado, o Blemish +Age Defense, feito para quem quer dar cabo de ruguinhas e linhas de expressão mas tem acne, e também quer acabar com as espinhas e as marcas que elas deixam de uma vez por todas! Trata-se de um sérum em gotinhas que contém uma combinação única de ácidos, feita para combater a acne, apagar os vestígios deixados por ela (em tempo recorde!), deixar a pele uniformizada, mais clara (e com um brilho natural) e, como se tudo isso ainda fosse pouco, ainda deletar as ruguinhas e linhas de expressão. Outro fator super importante: você pode tomar sol normalmente (com proteção, claro, sempre!) enquanto estiver usando o Blemish+Age Defense (o que é super raro para quem faz tratamento para acne e um baita alívio para quem AMA praia como eu!).

Já estava procurando ele pelas farmácias quando, em um evento da L'oreal semana passada (chiquérrimo no 7zero6, diga-se de passagem), conheci o produto e ganhei um de presente. Tuuuudo que eu queria! Na mesma noite já comecei a usar da forma que deve ser: 3 gotinhas no rosto todos os dias, pela manhã e à noite, na pele limpa e por baixo do seu protetor solar, ou do hidratante, ou da maquiagem. O líquido é bem aquoso, sem cheiro, e a pele absorve completamente na hora (parece que não tem nada ali).

O produto propõe efeito progressivo, mas resultados visíveis já nos dois primeiros dias. Muito bem, no sábado perguntei para o meu namorado se ele estava vendo algo de diferente na minha pele e ele mandou na lata: "Parece bem mais lisa. E acho que mais clara também". O mais engraçado é que eu tinha achado a mesma coisa, mas não queria correr o risco de estar influenciada pelo que eu sabia. Ele, que nem tinha ideia do que se tratava, provou que eu estava certa e, melhor ainda: que o produto dá muito certo!

Livre das espinhas e das ruguinhas ao mesmo tempo?! O que será da concorrência agora, meldels?! 


Estou realmente apaixonada pelo Blemish +Age Defense e louca para ver o efeito dele mais e mais! Também adorei o fato dele render bastante (se você usar como deve ser, todos os dias, 3 gotinhas de manhã e 3 à noite, ele vai durar em média 3 a 4 meses!) e de ter uma aplicação extremamente prática! Corri para dividir isso aqui no blog, já que muitas das minhas leitoras têm pele oleosa, acne madura e estão na idade em que surgem as primeiras e insuportááveis ruguinhas finas. Há muito tempo que eu não digo a frase que me fez batizar o blog, mas esse caso é tão especial que merece EXPERIMENTA, AMIGA!

quarta-feira, 6 de março de 2013

Misteriosa Turquia: vamos conhecer a coleção nova de esmaltes da Colorama?

11 Amigas Comentaram. Experimenta!
Pois é, minha querida leitora, como você bem sabe, não posso ver uma coleção nova de esmaltes que corro para dividir minhas impressões com você (e trocar figurinhas, lógico!). Ontem fiquei sabendo do lançamento da "Misteriosa Turquia" da Colorama e já quero saber se nossos favoritos batem. Vamos conferir?


Cor a cor, na ordem que estão dispostas na foto (esquerda para a direita):

- Aya Sofia: Um rosa intenso (que me lembra o tom único e maravilhoso do batom Impassioned, da M.A.C) que está gritando naquele vidrinho que precisa ser meu! Em tempos de corais e laranjas, fazia tempo que um rosa com orgulho desses não pintava na esmaltolândia, confere? Fiquei encantada com esse e, apesar de outono batendo à porta, ainda vou aproveitar meu final de verão com ele, cooom certeza!

- Ancara: Sabe aquele nude clássico que a Chanel tem, a Dior também, mas que faltava nas marcas brasileiras? Pois bem, é esse! Fica maravilhoso em qualquer tom de pele, absurdamente chique e elegante. Tem outra: fica bom em unhas compridas ou curtinhas (ótimo para encorajar quem está deixando as suas crescerem agora!). Simplesmente necessário!

- Capadócia: Cor de Telha intenso, a cara da estação que se aproxima. Aliás, o outono é dos tons de marrons, beges e dourados (alerta trendy). Já gostei da ideia de apostar nele para sair na frente.

- Império: Bege com reflexos dourados, também antenadíssimo com as tendências de outono. Me lembrou muito um Dior que é escandalosamente bonito. Também está na minha wishlist.

- Lua Crescente: Esse eu confesso que me deixou bem curiosa. Afinal ele é cinza com reflexos rosados! Vou pagar pra ver, mas ainda não tenho opinião formada a respeito.

- Mesquita Azul: Um azul safira bem intenso, cor linda. Ando um pouco saturada dos azuis, mas eles andam super em alta. Sendo assim, é uma opção e tanto para as fãs da cor.

- Oliva: Verde fechado, escuro. Me lembrou alguns tons mais ou menos da mesma família de cores da Colorama. Mas como faz meu estilo, também vai para a cestinha! Acho que tons de verde escuro podem ficar bem sóbrios e adultos, servindo também a quem tem trabalhos mais caretinhas.

Os dois últimos que você vê na foto são coberturas perfumadas! Respectivamente: Incenso Doce e Chá de Menta.

Bom, pela minha descrição das cores, acho que deu pra ver que eu realmente me empolguei com essa coleção! Além de fugir do mais do mesmo que a gente tem visto aos montes por aí, a Colorama ainda mostrou que está ligadíssima nas tendências internacionais, mas sem cópia, com criatividade.
Já podemos correr para a loja mais próxima?!